1. Planeje sua obra e compre os materiais com antecedência;

2. Não contrate qualquer um para ser seu construtor, peça referências;

3. Fique atento. Um traço errado no reboco, no concreto, ou um ferro mal dimensionado pode levar a rachaduras e fissuras;

4. A profundidade do alicerce é importante, deve ficar colocado sobre terreno firme;

5. Uma parede mal planejada pode ser dinheiro no lixo, você pode ter que derrubá-la, por arrependimento;

6. São muito comuns em nosso país as obras sem a presença do Engenheiro. Em nossas andanças por obras constatamos o seguinte:

a) Os pedreiros e mestre de obras costumam, no momento de estimar a armadura das estruturas, subdimensionar as vigas e superdimensionar as lajes;

b) Uma armadura superdimensionada pode levar a gastos maiores com mão de obra e material e subdimensionada acarretará certamente fissuras indesejáveis, que proporcionarão ao proprietário a sensação de medo enquanto não for corrigido o problema, e aí virão novos gastos. De qualquer forma você acabará gastando mais do que deveria;

7. Quem de nós ainda não viu aquelas fissuras ou trincas nos cantos inferiores das janelas?

A solução é a seguinte: mande quebrar no local e em volta em torno de 50 cm até chegar ao tijolo, e coloque uma costura de ferro apropriada no lugar onde existiam as fissuras (já existem no mercado materiais para este fim). Daí faça uma argamassa no traço 1:3 (um volume de cimento para três volumes de areia fina) e cubra a área a ser recuperada!
Pronto! Provavelmente as trincas não aparecerão mais.

8. Em lojas de materiais de demolição, é possível encontrar produtos de qualidade em bom estado por um preço abaixo do mercado. Por exemplo: grades, portas, tijolos e outros.

9. Procure projetar banheiros lado a lado para economizar na metragem da tubulação.

10. A tinta epóxi ou a borracha clorada, são ótimos substitutos do azulejo para áreas molhadas.

11. Para o piso, o granilite é econômico e resistente, sendo uma ótima opção para substituir mármore ou granito.

12. Em um projeto rústico consulte seu arquiteto sobre a possibilidade de deixar internamente visível o telhado (sem forro).

Conheça as funções dos operários envolvidos na construção civil:

Encarregado Geral de Obras: Planejar, organizar e monitorar as atividades de construção civil, montagens e instalações eletromecânicas, e lançamentos de cabos em Linhas de Transmissão.

Mestre-de-obras: coordenador das atividades do carpinteiro, pedreiro, servente e armador, controle de planilhas de material, interpretação de produção, analisar relatórios, identificar falhas no serviço.

Pedreiro: irá fazer preparação de massas, organização do local da obra, aplicação de revestimentos, disponibilizar materiais para a obra.

Servente: irá auxiliar o carpinteiro e o pedreiro, remoção de materiais, desmontar alvenaria, cortar materiais, definir etapas de serviços, preparação de massas.

Carpinteiro: irá fazer a montagem de formas de madeira, conferir esquadros, planos de corte de peças de madeiras, distribuição de cavaletes.

Auxiliar de pedreiro: auxiliar do pedreiro na preparação de massas, organização e limpeza do local da obra, disponibilizar materiais para a obra.

Armador de ferros: produção de armação e corte de ferragens, analisar medidas, montar gabaritos para corte, fixar estribos, montar barras em geral.